sábado, 19 de setembro de 2009

Deslizamento total


Subo o tronco de uma árvore com o objectivo de alcançar o ramo mais alto.
Sento-me no dito ramo fazendo um ângulo de 90º. Olho para baixo e vejo as folhas que caíram da árvore. Vejo com todo o promenor como elas se levantam com o vento e dançam livremente. Quero também ser uma folha! Então fecho os olhos, ergo a minha cabeça bem para cima e já sinto o vento forte a desinquietar o meu cabelo.
De repente veio um vento veloz e derrubou o ramo onde eu estava e a mim. Caí de joelhos no chão, deixei de sentir as minhas pernas. Fiquei assim durante algum tempo até voltar a sentir o vento forte que tinha invadido o meu corpo minutos antes. Apenas havia uma diferença. Agora não estava sentada, mas sim de joelhos. Lentamente levantei-me e as minhas pernas estavam mais corajosas que nunca.
Isto é o que acontece a quem quer alcançar o que não lhe foi permitido, mas cansa também ter sempre os pés solo a solo.

Elo.

22 comentários:

  1. e quando caímos a lutar pelo que queremos, as nossas pernas ficam com mais coragem que nunca, para voltar a lutar, e, se necessário, voltar a cair!
    adorei =)

    ps. tenho um convite para te fazer, mas tem de ser por mail. Se puderes manda um mail para luisnuno.soares.barbosa@gmail.com com o link do teu blog (para ser mais fácil de reconhecer). by the way, o mail tem de ser a partir da conta que usas para o blogger.

    ResponderExcluir
  2. Opa como eu te adoro. Fazes o me coração saltita como uma criança que desespera por alcançar o chupa na prateleira a cima. +_+

    beijinhos*

    "Não desistas de te levantar, nunca."

    ResponderExcluir
  3. Por gostares ó tola. ^^
    Beijinho na ponta do nariz.

    ResponderExcluir
  4. ó meu doce, nem imaginas o quanto gostei deste post. ^^
    - eu cá permaneço sempre com os pés presos ao chão.

    ResponderExcluir
  5. Não sei se o vou repetir. Vou tentar não voltar a fazer. :'$

    Preciso de sustento. :/

    ResponderExcluir
  6. e eu nao podia estar mais de acordo ... :) adorei !

    ResponderExcluir
  7. "És de valor"
    Não sou, nem tenho.

    "és essência"
    Não sou, nem serei algum dia da minha vida.

    "és humano e tens direito à vida melhor que ninguém."
    Sou, mas sei tão bem como tu que não mereço metade dela.

    ResponderExcluir
  8. Assim como tu me fazes. :'$
    E é dificil para mim continuar o meu caminho sabendo que "deixei-te" para trás.

    ResponderExcluir
  9. Eu sei que podia ser diferente.

    Agi porque tinha medo. Ou porque sei que poderia até nem "dar em nada" como pensávamos e sonhávamos nas nossas cabeças.

    Não és parva nada. És uma tão extraordinária como eu, ou melhor em pessoa e de amores do que eu. Mereces ser mais feliz do que eu. Mereces Elodie. Chora, mas no fim sorri por muito que custe. :'$

    ResponderExcluir
  10. Eu sou bastante sonhador, impossível também não seria ter os pés assentes na terra e não estou a mandar nada à cara nem nada. Porque eu na minha primeira relação também fui um pouco como tu sem pensar em mais nada sem ver mais nada apenas aquela pessoa. Eu só te via a ti, mas sabia as consequências de outra maneira.
    E não é mau de todo. Quem me dera também poder voltar a ter a "originalidade" nesse sentido. Sentir como tu, eu ainda sinto por ti emoções fortes, mas sei que o melhor será isto...

    Mas eu não te queria causar nada, imaginei o cenário todo, no post em si. Era uma noite como eu gostava de viver, como nunca vivi com ninguém. E sinceramente adorava fazer contigo.

    Eu dou-te um sorriso. :D

    ResponderExcluir
  11. Acontece xD
    O dicionário também não apanhava a palavra correcta e eu estava com pressa e pronto. 8)

    ResponderExcluir
  12. E podes ter Elo. Podes ter tudo o que desejas. :)

    ResponderExcluir
  13. A filosofia fes-te crer que tens um devido lugar. Não tens. Sonhas um topo, hás-de lá chegar; talvez morta. Mas chegas.

    ResponderExcluir
  14. Obrigada pela sua marca. Obrigada Anônimo.

    Elo.

    ResponderExcluir