domingo, 10 de outubro de 2010

Um dia, vou ter tudo o que sempre quis!


Não me sinto crescida. Sinto-me tão pequena que me põe numa fragilidade sufocante e logo hoje que necessito ser grande. Logo hoje que preciso de voar, de saltar, de gritar, de rir, de ser grande!
Hoje o banco da cozinha não serve, as cavalitas não me satisfazem, os saltos dos sapatos não chegam, nada do que me possa aparentar ser grande me faz sentir hoje realmente grande. Na verdade, o que preciso realmente para ser grande é de um porto seguro e apenas um porto seguro. Preciso que ponham fim à ideia de me desafiarem o que já foi desafiado, de me confrontarem com argumentos descabidos, de fazerem de mim mais pequena do que já sou. Eu sei que um dia já fui grande, fui enorme, fui forte! Mas hoje para ser grande apenas preciso de aconchego e de estabilidade. Apenas e somente.

Elo.

3 comentários:

  1. ser grande é satisfazermo-nos por dentro. e demonstra-lo por fora.

    ResponderExcluir
  2. os pequenos chegam sempre onde os grandes chegam, nunca te esqueças disso.

    ResponderExcluir